Intercâmbio e Cursos para Estudar e Trabalhar na Irlanda

Cork

Daniel Sousa

O intercâmbio foi o maior e melhor investimento da minha vida.

Estudei na Cork English Academy, uma escola simples, porém muito bem estruturada. A maioria dos professores são muito bons, bastante acessíveis. Pude crescer muito lá, é bem diferente dos cursinhos que já tinha feito no Brasil, até pela diversidade cultural na sala de aula. Conheci muitos espanhóis, italianos, mexicanos, chineses, japoneses, franceses. É muito bom você ter um mix de nacionalidades porque embora na aula você obrigatoriamente tenha que falar inglês, quando estamos com pessoas que não falam o nosso idioma temos que realmente utilizar tudo o que temos aprendido, além de se acostumar com diferentes sotaques, principalmente com o sotaque espanhol, que é de longe o mais difícil de ser entendido.

A recepção da escola é bem competente, eles sempre tentam te ajudar, sempre tive todos os meus problemas resolvidos, especialmente no começo quando temos que nos apresentar na imigração e preencher todos os requisitos demandados. A escola também sugere muitas interações culturais e promove atividades para as pessoas praticarem o inglês e conhecerem novas pessoas da própria escola. O ponto negativo foi que a escola, na época, só permitia que os estudantes abrissem conta em um banco e devido ao grande número de estudantes o banco estava demorando mais tempo que o previsto para realizar a abertura da conta, logo demorei mais tempo que o esperado para ter o visto.

Ainda sobre a escola, aprendi muito, comecei no básico (A2) e saí no avançado (C1) em 6 meses. Conhecendo muitas pessoas, inclusive de outras escolas, percebi que o nível das escolas é muito linear. Mesmo as mais caras não tem métodos diferentes, o diferencial é o esforço do aluno. A minha escola sempre estimulava a competição, o que forçava os alunos a sempre lembrarem do que foi estudado nos dias anteriores, e particularmente como uma pessoa muito competitiva, foi algo que me impulsionou absurdamente para a expansão de me vocabulário. Muitas pessoas normalmente caem no erro de ficar na sua zona de conforto e só socializar com pessoas de mesma nacionalidade. O conselho que posso dar é bem básico, porém muito eficaz: tente falar inglês o tempo inteiro, mesmo quando alguém falar com você em sua mother tongue (confesso que esqueci como se fala em português, rsrs), responda em inglês, isso vai fazer as pessoas falarem com você apenas em inglês e você sentirá seu desenvolvimento com o passar do tempo. Faça amigos estrangeiros (principalmente nativos), saia com eles, dance, perca a linha, você está longe de seu país, ninguém te conhece e além disso você verá que europeus em geral não estão nem aí para os seus movimentos esquisitos ou whatever, rsrs.

Enfim, o intercâmbio foi o maior e melhor investimento da minha vida, tem me feito crescer absurdamente como pessoa, em termos de responsabilidade, maturidade, sair da minha zona de conforto, socializar, entender que pessoas são pessoas, independente da nacionalidade.
Em conclusão, super recomendo o intercâmbio para Cork, a agência de intercâmbio S7 Intercâmbio – especialmente Katia Roncolli, que te dá muita atenção e a escola. Mas o ponto chave é sabermos que nós somos responsáveis por potencializar o nosso desenvolvimento, nós temos que extrair tudo do professor e da escola, e imergir total e completamente nessa experiência, que é única na vida.

Saiba mais sobre:

Cork English Academy Cork

Abra uma franquia S7 na sua cidade

+20 Anos No Mercado
Líder no Google Entre Agências
+40,000Leads por Ano
12 WebsitesEspecializados
20 Anos